Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Ministério do Planejamento participa de Semana do meio ambiente da FIESP

Notícias

Ministério do Planejamento participa de Semana do meio ambiente da FIESP

SLTI participa da Semana de Meio Ambiente da FIESP e fala sobre Contratações Públicas Sustentáveis
publicado: 11/06/2015 11:27

Representantes do governo federal participam de painel sobre produção e consumo sustentáveis na Semana do Meio Ambiente da Fiesp

Anne Fadul, Agência Indusnet Fiesp

“Estamos focados na melhoria da competitividade da indústria nacional. O país possui uma grande biodiversidade, e a indústria precisa tirar proveito disso para promover seus produtos internacionalmente”, afirmou Beatriz Carneiro, coordenadora geral do Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio (MDIC). A afirmação foi feita nesta terça-feira (9/6), no painel Perspectivas Nacionais / Produção e Consumo Sustentáveis, da 17ª Semana do Meio Ambiente, da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), realizada na sede da entidade.

O Ministério tem projetos ligados à compra sustentável. Um deles é uma cooperação entre MDIC, Ministério do Meio Ambiente (MMA) e a Confederação Nacional da Indústria (CNI) para promover o diálogo entre os setores público e privado por meio do estabelecimento de parcerias para mobilização das partes interessadas e desenvolvimento de estudos sobre o tema de Produção e Consumo Sustentáveis. “Precisamos reconhecer que os padrões de consumo estão deteriorando o meio ambiente. É preciso ter consciência sobre consumo sustentável”, disse.

Jhessica Cardoso, representante do Ministério do Planejamento e Gestão (MPGO), também falou sobre o tema, mas com foco nas compras públicas sustentáveis no âmbito do governo federal. Ela exemplificou com os planos de logística sustentável (PLS). “São ferramentas de planejamento com objetivos e responsabilidades definidas, ações, metas, prazos de execução e mecanismos de monitoramento e avaliação, que permitem ao órgão ou entidade estabelecer práticas de sustentabilidade e racionalização de gastos e processos na Administração Pública”, afirmou.

Segundo ela, as regras para os PLS foram estabelecidas pela Instrução Normativa SLTI/MP nº 10, de 12 de novembro de 2012, que define também a necessidade de composição da Comissão Gestora do Plano de Gestão de Logística Sustentável, com membros designados pelos respectivos titulares dos órgãos ou entidades.

“Eles devem conter, minimamente, a atualização do inventário de bens e materiais do órgão e identificação de similares de menor impacto ambiental para substituição; as práticas de sustentabilidade e de racionalização do uso de materiais e serviços; as responsabilidades, metodologia de implementação e avaliação do plano; e ações de divulgação, conscientização e capacitação”, afirmou Jhessica.

Raquel Breda dos Santos, diretora do Departamento de Produção e Consumo Sustentáveis do Ministério do Meio Ambiente, também fez parte do painel e enfatizou que é hora de retomar parcerias com ONGs, academias e setor privado para dar continuidade nos 15 temas eleitos como estratégicos pelo ministério para mudar os padrões de consumo e torná-lo cada vez mais sustentável tanto na produção quanto no país.

Durante o painel foram apresentados cases da Associação Brasileira de Indústrias de Produtos de Limpeza e Afins (Abipla) e da Associação Brasileira da Indústria de Eletroeletrônicos (Abinee).

 

Fonte:fiesp