Você está aqui: Página Inicial > Compras e Inovação

Compras e Inovação

O grande potencial do poder público como agente de transformação rumo ao consumo mais sustentável está se tornando evidente. Isso porque os governos detém um grande poder de compra: os gastos públicos podem representar entre 15% e 30% do PIB (Produto Interno Bruto) de um determinado país. Esses gastos podem orientar os mercados a inovarem e se tornarem mais sustentáveis, e com isso proporcionarem o crescimento da economia verde e mais inclusiva.[i].

Ao adotar novos conceitos e critérios nas compras públicas e exercer sua responsabilidade como grande consumidor, principalmente pelo poder de compra e análise dos possíveis impactos relacionados, o poder público pode impulsionar o desenvolvimento nacional sustentável.  Pode  induzir e ampliar a oferta de produtos mais sustentáveis pelo mercado.[ii].

Além de impulsionar o consumo sustentável, os governos podem fomentar a inovação, desempenhando um papel importante no desenvolvimento e disseminação de novas tecnologias.[iii].

A empresa é o motor da inovação, mas os governos precisam fornecer sinais claros e estáveis de mercado, operando em parceria para fazer isso acontecer. As tecnologias podem ser caras e os investimentos precisam ser compensados e incentivados. Os governos podem tornar esses investimentos mais viáveis[iv], por meio de instrumentos econômicos e fiscais.

O Poder Público tem papel fundamental tanto de fomento de um mercado inovador e mais sustentável quanto de educação, mobilização e conscientização da sociedade de um modo geral.

Otimizar processos internos e promover um desenvolvimento mais sustentável por meio do poder de compra governamental é uma questão estratégica, que além do potencial de fomentar um mercado inovador e de menor impacto, aborda questões emergentes e urgentes como: a mudança climática; o consumo excessivo que não considera a capacidade de suporte do planeta; a busca por menor desigualdade socioeconômica e a melhoria da qualidade de vida em um mundo cada vez mais urbanizado[v].

 


[i] Secretaria da Administração do Estado da Bahia – Saeb; ICLEI – Brasil. Compras Públicas Sustentáveis: uma abordagem prática. Organizadores: Florence Karine Laloë, Paula Gabriela de Oliveira Freitas. 1ª ed. Salvador, 2012. Disponível em: <http://archive.iclei.org/index.php?id=7172>

[ii] Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão. Guia de Compras Públicas Sustentáveis para Administração Federal. Brasília, 2011. Disponível em: <http://archive.iclei.org/index.php?id=7172>

[iii] SMART SPP - innovation through sustainable procurement. Consulta geral a homepage oficial. Disponível em: <http://www.smart-spp.eu/index.php?id=7023 >. Acesso em: 20 jul. 2013

[iv] International Institute for Sustainable Development. Procurement, Innovation and Green Growth: The story continues. Winnipeg, 2012. Disponível em: <http://www.innovation-procurement.org/resources/search?resource_id=475>

[v] Betiol, L. S., Uehara, T. K., Laloe, F. K., Appugliese, G. A., Adeodato, S., Ramos, L., Neto, M. P. M. Compra Sustentável: a força do consumo público e empresarial para uma economia verde e inclusiva. São Paulo: Programa Gestão Pública e Cidadania, 2012.